Assim vai o nosso Portugal !!!!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Assim vai o nosso Portugal !!!!!!

Mensagem  Z-vedo em 3/6/2009, 17:46

É sempre triste dar a conhecer estas noticias, mas como venho a acompanhar o desenrolar dos acontecimentos, por ter acontecido perto do meu local de trabalho, não podia deixar de divulgar.

Carta de um pai a todos os motards

"28 de Outubro de 2008"

"O meu filho Rui, um jovem de 22 anos e jovem motard, foi morto por uma ambulância do INEM que passou um sinal vermelho, no passado dia 09 de Agosto.

Até à data, o INEM continua a esquivar-se ás responsabilidades, a tentar ocultar provas e muito embora saibamos que temos a razão do nosso lado, cada vez mais vemos as entidades num autêntico compadrio de interesses e jogos de bastidores. Mais uma vez, e apenas e só porque se deslocava em moto, pode-se matar impunemente pois afinal quem anda de moto é "louco".

Se fosse vivo, o Rui faria 23 anos no próximo dia 13 de Novembro.

A família do Rui, não querendo deixar passar tal situação em vão e numa tentativa de chamar à atenção não só para o que aconteceu com o Rui mas também para todos os que já faleceram vitimas de acidente de viação enquanto conduziam uma moto, vem por este meio informar-vos e pedir a vossa comparência no próximo dia 15 de Novembro ( sábado ) pelas 16h00 em frente à igreja de Cedofeita no Porto para uma marcha silenciosa e um buzinão à porta do INEM.

Queremos mostrar que em cima de uma moto vão filhos, pais, netos, advogados, médicos ou simples pessoas com simples gostos que merecem o mesmo respeito que outro qualquer ser humano.
Pessoas que apenas detêm um gosto em comum : as motos. Isso não faz deles criminosos ou vulgares cidadãos de segunda, como o INEM pretende demonstrar.

O meu filho foi morto. Não foi por culpa da velocidade mas sim culpa de alguém que, atrás de um volante e sem credenciais para a poder conduzir, passou conscientemente um semáforo vermelho e ainda se julga com prioridade. O resultado foi uma morte cedo demais. Não só deixou uma família enlutada como uma criança de 4 anos sem pai.

O pior? o pior é que se estão a tentar safar de toda e qualquer responsabilidade tentando atribuir a culpa ao "louco da moto".

Vamos deixar que fiquem impunes...?

Peço-vos ajuda, não só como pai mas como motard. Vamos demonstrar que somos unidos e que compadrios e concluios de interesses não nos demoverão.
Peço-vos também que passem palavra a todos os que conheçam para que façamos desta marcha uma marcha em prol de todos.

Se tiverem fotos de amigos vossos que morreram num acidente de moto, tragam-nas e juntos honraremos todos eles. Não pelas motos mas pelo espírito que nos une a todos e que todos tão bem conhecemos.

E se julgas que menos um não vai fazer falta, pensa nisto: Todos fazem falta! E tu és um deles. Esta marcha também é para ti e em prol daqueles que tu conheces e que se deslocam em moto.

Após o buzinão, a família do Rui vai-lhe prestar homenagem pelo seu 23º aniversário passando à porta do cemitério onde está sepultado. Conhecendo o seu amor pelas motos, a família gostava de dizer que quem quiser é bem vindo a participar nesta homenagem.

Desde já o meu obrigado a todos pelo vosso esforço e não podendo agradecer a todos um por um, deixo-vos já o meu eterno agradecimento de pai e de motard pela vossa presença.

Atentamente,
Manuel Severino."


MINISTÉRIO PÚBLICO DITA SENTENÇA AO CONDUTOR NO INEM QUE ABALROOU MORTALMENTE UM MOTOCICLISTA

"Caros amigos Motards.

Ainda está na lembrança de todos, o fatídico dia 9 de Agosto de 2008, do acidente ocorrido no Porto, no cruzamento da Igreja De Cedofeita.

Para que seja situado, foi aquele acidente, aonde uma ambulância do INEM passou um sinal vermelho, conscientemente, a grande velocidade e sem qualquer atitude de evitar o acidente, foi colher mortalmente o meu filho Rui Severino, conhecido pelos amigos como o Grande.

Rui Severino, um jovem de 22 anos, 1,99 de altura e cento e poucos kg, deixou uma filha de 4 anos a família, companheira e os amigos, num mar de lágrimas. Um jovem que gostava da vida e do que fazia, uma das grandes paixões dele, eram as motas.

Das notícias que desde o inicio vieram a público pelo JORNAL DE NOTICIAS, mais concretamente pelo jornalista, Manuel Vitorino, nunca já mais foram de um bom jornalismo e profissional digno da sua actividade,desrespeitando o conhecimento deontológico do jornalismo, mais dá a entender um jornalismo de um estado novo, pobre e medíocre.

O conselho deontológico do jornalismo aceitou e deu razão á reclamação feita por uma motard de Lisboa Tânia que também não gostou do mau jornalismo como todos os que leram as notícias.

Com as minhas forças, tenho travado lutas contra gigantes, desde o fatídico dia 9 de Agosto, a minha luta vai no sentido que se faça justiça, mas uma justiça digna, não só pela minha causa, como também pelo futuro do motociclismo, na qual eu também me intitulo.

Tenho feito de tudo para que não caia em saco roto como o tentaram fazer, desde notícias em jornais, idas às cadeias de televisão TVI, As Tardes Da Júlia Pinheiro como também á (RTP Açores) ao programa do Bom Dia Açores a convite de Pedro Moura, como postar em fórum e na Net, e esta para breve mais uma reportagem já em andamento na TVI 24.

Passaram já, nove meses e meio e só na sexta-feira passada, dia 22 de Maio de 2009 é que o Ministério Público ditou a sentença ao condutor da ambulância.

Relembrando alguns factos:

Passaram um vermelho com velocidade excessiva, o disco de velocidade do tacógrafo que marcava 38 km hora, e que o agente da polícia tirou era falso, foi trocado logo de imediato antes da chegada dos agentes de transito, mais tarde foi o Ministério Público que detectau que o tacógrafo estava avariado e mesmo assim depois apresentaram um novo disco com 78 km hora, o dito condutor não tinha carta apropriada para conduzir ambulâncias, fez o teste de alcoolemia passado duas horas e meia no hospital aonde deu 1.37, não prestaram qualquer socorro ao meu filho, testemunhas dizem que ainda esteve vivo 3 minutos.

Destruíram a ambulância passado 20 dias para ocultarem provas e sem permissão ou conhecimento do Ministério Publico.

No cruzamento existem duas câmaras de vigilância de trânsito ocultas, foi pedida as gravações á Câmara Municipal Do Porto, respondeu que nesse dia estavam desligadas. Ate á data não ouve ninguém do INEM que entrasse em contacto com a família ou advogada, que boa instituição.

A sentença preferida já pelo Ministério Público ao condutor da ambulância foi:

HOMICÍDIO INQUALIFÍCÁVEL AGRAVADO

Esperemos agora o julgamento que será, sabe se lá quando………

Atentamente
Manuel Severino"

Justiça seja feita em memória do RUI

"Um Motard numca morre,
mas sim, parte para a última concentração,
onde espera por todos nós...."

Z-vedo

Número de Mensagens : 231
Location : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 18/10/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum